Psicanálise online

    Pessoal o que vcs acham de fazer psicanálise online? 24 horas por dia, 7 dias por semana.

    As inquietações da vida vem de madrugada muitas vezes.

    Tem demanda, muitas vezes a pessoa quer na hora, não quer esperar 2 meses às vezes por uma consulta. E as consultas custam mais de R$300,00.

    Na minha opinião psicanálise no melhor cenário é “efeito placebo”. Mas dane-se a minha opinião. Eu tbm não daria 10% do meu dinheiro pra igreja e nem brigaria pelo clube de futebol. Mas tem gente que faz essas coisas. E psicanálise é uma dessas coisas que não funcionam mas vendem…

    O que vcs acham?

    Empreendedor Jr Lançado on fevereiro 5, 2016 por Ideia.
    Comentar
    4 Respostas

      Bem, a área que você propõe para modelagem é muito complicada. Há uma enorme diferença entre o trabalho de um psicólogo e um psicanalista. Ambos não tratam os mesmos problemas (apesar de muitos acreditarem que sim). E no caso do psicanalista, é ainda mais complicado, já que a abordagem é feita em nível do inconsciente humano. E discordo de que a psicanálise (ou qualquer outra ciência cujo objeto seja a mente humana) não serve ao seu objetivo. Se é necessário um curso superior para qualquer uma dessas profissões, elas são legítimas. Não é à toa que a maior agência governamental de investigação do mundo, o FBI, possui um departamento somente para tratar de aspectos comportamentais, a BAU (Behavioral Analysis Unit). E o trabalho dos investigadores desta unidade já foi várias vezes responsável  para o êxito na captura de inúmeros serial killers daquele país. Na minha área (educação)  cito os trabalhos de psicopedagogos infantis, que são extremamente relevantes e assertivos para se entender como é o processo de aprendizagem de uma criança. Isso pra dizer o mínimo. Mas, daí, para uma consulta online com qualquer profissional da mente, quer seja psicoterapeuta, psicólogo, psicanalista ou psiquiatra (este último acredito ser ainda mais difícil já que é uma das especialidades da Medicina), creio que exigiria muitas discussões com profissionais da área, órgãos regulamentadores e conselhos de ética antes de você pensar em qualquer tipo de modelo de negócio para tal fim.

      Empreendedor Respondido on fevereiro 5, 2016

        Acho pertinente você pensar melhor em investir seu tempo e dinheiro em algo que você acredita que funcione, e não que apenas te dê dinheiro! Isso evita que na primeira dificuldade que você encontre, você não desista do negócio por acreditar nele. A princípio a sua empresa será apoiada também em valores sociais e não apenas financeiros!

        Mas vamos ao negócio:

        Pelo o que eu entendi essa sessão de psicanálise seria feito por APP, as respostas que as pessoas teriam sobre seu questionamento seria dada por um psicólogo que esteja online no momento ou por um robô (resposta padrão)?

        Qual seria a via de monetização desse negócio? Mensalidade, por interação, publicidade?

        Empreendedor Jr Respondido on fevereiro 5, 2016

          Minhas impressões

          #1 Ainda existe um grande preconceito com psicanálise, já que muitos acham que só se trata de tratamento para loucos, antes de tudo teria que quebrar essa objeção

          #2 Achei a ideia um pouco confusa, deixe me entender direito

          “Na minha opinião psicanálise no melhor cenário é “efeito placebo””

          No caso, você não acredita nos efeitos da psicanálise?

          “psicanálise é uma dessas coisas que não funcionam mas vendem…”

          Você iria vender algo que não acredita que funciona, seria isso?


          Devo não ter entendido poderia me explicar melhor?

          Empreendedor Jr Respondido on fevereiro 5, 2016

            Mudando um pouco o direcionamento, mas ainda, de alguma forma, dentro do cerne da questão, que tal algo com um “conselheiro” 24h/dia? Alguém com quem seja possível conversar a qualquer hora e receber conselhos?
            Os “conselheiros” ao se cadastrarem no sistema ganhariam pontos por X minutos de conversa e, no final, o usuário qualificaria a “consulta”, fazendo-o que ele fosse mais ou menos requisitado por outros. As formas de rentabilidade seriam estudadas ainda, mas são inúmeras opções.

            Empreendedor Respondido on fevereiro 10, 2016

            Sua resposta

            Ao responder você afirma que concorda com nossa politica de privacidade e termos de uso.