Insetos para a alimentação humana.

    No mercado brasileiro é difícil encontrar snacks saudáveis, naturais e proteicos (sem soja, lactose, glúten). A ideia é produzir Snacks exóticos, proteicos e saudáveis à base de proteína de insetos. Tipo barrinhas de proteína, granola, cookies, etc…
    Insetos (grilos num primeiro momento) tem até 70% de proteína de alto valor biológico e muitos outros nutrientes. Além disso os insetos são muito sustentáveis. Eles demandam 2000 vezes menos água que o gado bovino por exemplo, além de 450 vezes menos área e produzem 100 vezes menos gases do efeito estufa.

    A ideia é fazer uma farinha de insetos (grilos) e misturar com snacks tradicionais para que estes tenham alto teor de proteína.

    Me ajudem com uma validação?
    Se tiverem um tempinho, gostaria que respondessem este formulário sobre alimentação com proteínas de insetos!
    Leva mais ou menos 7 minutos!
    Muito obrigado!!!!
    http://goo.gl/forms/jCT4X1xDMJ
    Abs

    Obrigado.

    Abs

    Empreendedor Jr Lançado on fevereiro 25, 2016 por Validar.
    Comentar
    7 Respostas

      Eu acho nojento inseto. Jamais comeria, e evitaria ficar com pessoas que comem insetos. Não quero jogar um banho de agua fria na sua idéia. Se eu fosse voce eu faria um primeiro protótipo da sua ideia. Barrinhas caseiras com farinha de grilo, e distribuiria gratuitamente na principal avenida de sua cidade. E veja a reação das pessoas.  Eu não comeria nem de graça, mas pode ser só eu.

      Empreendedor Jr Respondido on fevereiro 25, 2016

      Nossa Tiago que reação ! Que ódio dos grilos. Brincadeiras a parte, acho que esse é o sentimento de muitas pessoas. Eu comeria tranquilo, desde que o produto tivesse um gosto bom (que acredito que não seria de Grilo).

      No mercado fitness existe produtos feito de carne hidrolisada que nada mais é que um bife em pó que foi transformado em barra.
      Em muitos lugares do mundo consumir insetos é comum.

      on fevereiro 25, 2016.
      Comentar

        Já respondi. E parabéns de verdade!Acho essa ideia super da vanguarda!
        O futuro está ai! Isso pode sanar inúmeros problemas de má alimentação no país e no mundo. Tem meu total apoio!
        E para os que tem medo de comer insetos em forma de farinha vai um pensamento a vocês, provavelmente você come farinha “sem insetos” mas não está nem sabendo como ela é feita e que dirá de todos os ingredientes envolvidos no seu preparo.
        Vou apontar alguns pontos que achei mais e menos, interessante e dar o porque:

        1. Não precisa ser só snaker’s! Porque:  Se eu quiser fazer um bolo, uma tapioca, ou um outro prato, salgado ou doce com esse alimento proteico eu gostaria de ter ele em matéria prima, (farinha tá ..rs não insetos) pq senão assim fica difícil de agradar as visitas. 
        2. O mundo fitness tem inúmeras receitas que usam whey protein, você pode entrar como concorrente direto ai. Provavelmente vai ter muitos adeptos fisiculturistas, pois eles sempre procuram diversas opções de ingerir proteína de forma mais econômica. Esse mercado está garantido na minha opinião, principalmente porque eles não tem muita frescura ..rs!
        3.  Você pode explorar um mercado de suplementação para idosos com fraqueza muscular/sarcopenia, muitas vezes agravadas pela má alimentação e falta de nutrientes e proteína.

        Só mais uma pergunta, você faz parte do Safari? (https://www.facebook.com/safarinsetos/?fref=ts)

        Enfim era isso! Essa ideia é show!

        Empreendedor Respondido on março 27, 2016

          Opa Luiz, tudo bem?

          Cara, poderia descrever um pouco melhor do que se trata sua ideia? Assim fica melhor para que a comunidade possa te dar feedbacks e responder seu questionário.

          Especialista Respondido on fevereiro 25, 2016

            Claro, é o seguinte:

            No mercado brasileiro é difícil encontrar snacks saudáveis, naturais e proteicos (sem soja, lactose, glúten). A ideia é produzir Snacks exóticos, proteicos e saudáveis à base de proteína de insetos. Tipo barrinhas de proteína, granola, cookies, etc…
            Insetos (grilos num primeiro momento) tem até 70% de proteína de alto valor biológico e muitos outros nutrientes. Além disso os insetos são muito sustentáveis. Eles demandam 2000 vezes menos água que o gado bovino por exemplo, além de 450 vezes menos área e produzem 100 vezes menos gases do efeito estufa.

            A ideia é fazer uma farinha de insetos (grilos) e misturar com snacks tradicionais para que estes tenham alto teor de proteína.

            Obrigado.

            Abs

            Empreendedor Jr Respondido on fevereiro 25, 2016

            Saquei, muito bacana, acho que teria uma certa resistência no começo mas a “materia prima” pode gerar um marketing legal para reverter isso.

             

            Adiciona essas informações no seu post original.

            on fevereiro 25, 2016.
            Comentar

              Luiz, seja bem vindo a comunidade !

              Então a sua iniciativa/ideia seria no âmbito de ter uma fazenda se grilos e fornecer uma farinha proteica para fazer uma barra de proteína ?
              (não li a pesquisa, mas em breve a respondo) neste caso você estaria com uma negocio atuando de ponta a ponta na produção do produto “snack” ?

              Especialista Respondido on fevereiro 25, 2016

                A intenção é verticalizar e fazer desde a fazenda dos insetos até a produção e comercialização dos snacks. A criação deve ser feita pois hoje no Brasil a matéria prima é escassa.  Atuaríamos de ponta a ponta! É difícil fornecer a matéria prima para outros (grandes empresas), pq tb falta uma cultura para comer insetos. A ideia é começar em nichos e ir ganhando usuários aos poucos, até chamar atenção dessas grandes empresas.

                Empreendedor Jr Respondido on fevereiro 25, 2016

                  Pela nossa cultura  acho que terá muita resistência sobre isso,irei conversar com meu nutricionista e ver qual a reação e opinião dele.. =)

                  Empreendedor Jr Respondido on fevereiro 26, 2016

                  O mais interessante é o custo, visto que proteína por si só não faz diferença de onde vem…
                  no mercado fitness temos Albumina, caseína, whey, proteína de arroz, de soja, e de um monte de coisa.
                  O que vale é o preço x valor biológico.

                  on fevereiro 26, 2016.
                  Comentar

                  Sua resposta

                  Ao responder você afirma que concorda com nossa politica de privacidade e termos de uso.