Controle de velocidade automotiva

Olá amigos!

Essa idéia não chega a ser inédita, entretanto, até onde sei, aqui no País não foi implementado nada com essa tecnologia ainda.

 

Exemplo: 

Vantagens:

Desafios existem e são bem chatinhos… Mas, enfim, trago aqui a idéia para discussão.

Empreendedor Lançado on fevereiro 15, 2016 por Ideia.
Comentar
4 Respostas

    Olá, Fábio.
    Antes de você prosseguir com sua idéia, aconselho que você procure orientação jurídica devido ao princípio de funcionamento do dispositivo: ele se baseia no conceito de velocidade média e, não, instantânea. Desta forma, creio que poderia ser gerado um problema legal para a punição do infrator. Explico: os radares de hoje, quer sejam móveis ou fixos (Doppler ou cálculo direto, respectivamente) baseiam-se na infração de velocidade instantânea (caught in the act). Desta forma, não há a possibilidade de um advogado, por exemplo, alegar prova circunstancial, uma vez que houve o “flagrante”, digamos assim. Já no caso de se utilizar velocidade média, acho que seria possível (não sou da área do direito e, sim, da Física) alegar circunstancialidade, uma vez que no trajeto do ponto A ao ponto B pode-se acontecer muita coisa (ou supor que tenha acontecido) e  que leve a uma brecha jurídica.  Acho que vale a pena você provar ou refutar esse ponto antes de dispender esforços.

    Empreendedor Respondido on fevereiro 17, 2016

    Symon, obrigado pelo seu tempo e atenção ao meu tópico.

     

    Preciso deixar claro que tudo que escrevi reflete até onde enxergo sobre a questão e estou amplamente aberto para quaisquer questionamentos a respeito.

    Mais uma vez, grato.

    on fevereiro 18, 2016.
    Comentar

      Bem legal a idéia.

      Sou sócio de uma lançadora de Startup, da uma olhada em nosso site, podemos te ajudar: puzzlelab.com.br

      Empreendedor Jr Respondido on fevereiro 19, 2016

        Eu já pensei sobre por que os sistemas de radares não são assim, listei os seguintes tópicos:
        *Os radares tem que estar visíveis para o motorista, portanto com o tempo isso será colocado em vários sistemas como GPS, google maps e etc, ou seja, naquele percurso o cara já estará mais esperto.  Apesar disso é difícil controlar velocidade média numa determinada distância sem saber fazer um pouco de conta na cabeça ou ter um “feeling” muito bom. De fato os motoristas terão que ter nesse trajeto um pouco mais de cuidado com a velocidade.
        *No caso de paradas? Parar o carro para necessidades ou postos de conveniência? Tem que pensar em certos trajetos que não é possível ter paradas na estrada.
        *Equipamentos: Hoje em dia as câmeras de monitoramento reconhecem placas, portanto será que não poderia também ter uma tecnologia que aproveita esse hardware?

        Eu sou Físico e trabalho na área de desenvolvimento de tecnologia, se quiser bater um papo depois é só dar um toque.
        Abraços.

        Iniciante Respondido on fevereiro 25, 2016

        Olá Marcos!
        Obrigado pelas suas considerações a respeito do meu tópico.
        Vou te enviar uma mensagem, utilizando a ferramenta do site, pra gente trocar os contatos e, conversar um pouco a respeito.
        Se for do interesse de algum outro colega, toda colaboração é bem vinda. Afinal de contas, a matilha é sempre mais forte!

        on fevereiro 25, 2016.
        Comentar

          Será que sua ideia é aplicável no mercado? Como você disse essa ideia não é inédita…  Isso não seria reeducação no trânsito?!

          Empreendedor Jr Respondido on março 14, 2016

          Sua resposta

          Ao responder você afirma que concorda com nossa politica de privacidade e termos de uso.