Aplicativo para transporte em motocicleta do tipo triciclo para 2 passageiros

    Olá tenho uma ideia de negócio que seria um aplicativo de mototaxi, contudo não seriam moto taxis convencionais e sim aqueles do estilo triciclo onde os ganhos podem ser maiores pois pode-se levar mais de uma pessoa por viagem, e ainda a ideia que tenho é a forma de pagamento disso, as pessoas não pagariam por corridas na forma que pagam taxis, mas pagariam créditos por trajetos (os custos do km rodado são calculados e gera um valor e dessa forma cada km custará 1 crédito do usuário). Esses créditos seriam vendidos pelo aplicativo.

    Aplicativo para transporte em motocicleta do tipo triciclo para 2 passageiros

    Esse tipo de transporte acaba sendo mais confortável que um moto taxi: Você anda sentado como em um carro, em dias de chuva não se molha, há compartimento para guardar sua bagagem o que não ocorre em uma moto normal.

    É mais barato que um taxi ( por ter o cálculo de custos por km e esses custos serem divididos por dois, torna o valor dos trajetos mais baratos que mototaxi, e absurdamente se comparado ao taxi, sem contar o valor de aquisição do triciclo é 1/3 do valor de um veículo mesmo com desconto de taxistas.

    É mais vantajoso do que ônibus de transporte coletivo, pois você não precisa esperar os horários de ônibus, basta chamar pelo app e pronto, as vezes no onibus para andar um trajeto pequeno você paga o mesmo valor de quem vai andar muitos quilometros a mais nesse aplicativo isso não ocorre, você paga apenas pelos km que utilizar.

    Esse tipo de negócio, pode ser escalável para todo o Brasil e no mundo, pois a necessidade de melhorias no transporte de passageiros é uma necessidade no mundo todo.

    Empreendedor Jr Lançado on abril 4, 2016 por Ideia.
    Comentar
    2 Respostas

      Minha maior preocupação é com as regulamentações de transito. Você pode acabar tendo um desafio similar ao UBER com um agravante: Legislação de veiculos urbanos.
      Qual o enquadramento desse tipo de veiculo? Qual a carteira necessária?

      Da uma estudada a fundo em possíveis problemas legais a serem enfrentados.

      Além disso, esses veículos não são muito comuns, então haveria uma abrangência grande o bastante para o negócio ser lucrativo? Ou você iria pensar em um foco mais local/regional?

      Especialista Respondido on abril 5, 2016

        João, também tive a mesma preocupação, contudo, já há no mercado esse tipo de equipamento rodando inclusive na minha cidade, o que não há é um aplicativo para chamar e organizar as solicitações por corridas. O diferencial seria o sistema de cobrança, no caso a minha ideia é que a empresa (que pretendo criar e que seria dona do app) não vá adquirir as motocicletas e nem ter motoristas próprios, no caso abriríamos em forma de micro-franquias, quem quisesse trabalhar conosco deveria adquirir o triciclo (o qual indicaríamos o fabricante etc) para começar a trabalhar, e a empresa comercializaria os créditos a serem utilizados no aplicativo,  no caso a legislação é a mesma que para moto-táxi, a habilitação necessária é a de moto “categoria A”, porém para os passageiros, a legislação não obriga o uso de capacete nem mesmo para o motorista, por se enquadrar na categoria triciclo, e os veículos tem cinto de segurança para os passageiros.

        Os veículos não são comuns pois são novidade no Brasil, porém em vários outros países são muito populares, se você verificar na descrição da ideia eu coloquei quais as vantagens com relação aos táxis, mototáxis e ônibus.

        Sim a abrangência seria por cidade, ou seja, na mesma forma que as pessoas utilizam mototáxi, ao em vez de correr riscos em uma moto ela utilizaria o triciclo, que em dias chuvosos não se molha, tem mais estabilidade, tem mais vantagens do que pegar ônibus lotado, chega mais rápido ao destino do que em ônibus coletivo, você não precisa parar em pontos específicos mas sim no local exato que queira ir, esse tipo de veículo possibilita ser barato como um mototáxi e confortável como um táxi.
        A lucratividade do negócio seria na venda dos créditos, vou exemplificar acerca de valores:  O custo do km rodado com um mototáxi é estimado em R$0.55 , porém você consegue diminuir o custo dividindo isso por 2 passageiros (a moto obviamente só transporta uma pessoa por vez), desta forma temos em um mesmo trajeto o custo de R$ 0,27.5 por pessoa, cada km rodado a pessoa gasta 1 crédito e esse crédito seria comercializado a 1.10 (valor a ser estudado) através de uma pesquisa na minha cidade um mototáxi roda em média  12 mil km mês.

        Baseando-se nessa quantidade de km rodado e utilizando os valores de venda dos créditos e o custo menor temos os seguintes valores:

        R$ 1.10 x 12.000,00 = R$ 13.200,00  – Custo de operação( 0.27,5 x 12.0000 = R$ 3.300,00) Lucro = R$ 9.900,00 (obviamente que estes valores são aproximados levando-se em conta uma média e computando os custos de forma reduzida comparados a uma moto-táxi convencional, por óbvio que os valores precisam ser analisados com mais cautela e inclusive o valor de venda dos créditos, a remuneração da empresa que vai franquiar o negócio seria um percentual do faturamento bruto.

        Para atender a demanda da minha cidade (Ribeirão Preto-SP cerca de 800 mil habitantes) poderíamos colocar rodando no mínimo uns 50 veículos desses e tenho certeza que com pouco tempo dobraríamos esse número, imagine isso em cidades maiores, e os números que apresentei são baseados em apenas um veículo rodando, imagine 50 ou mais…

        Empreendedor Jr Respondido on abril 5, 2016

        Sua resposta

        Ao responder você afirma que concorda com nossa politica de privacidade e termos de uso.